Inscrições até 25 de julho de 2021.

Vagas esgotadas :-( 
Nos vemos na próxima edição deste curso!


Início das aulas no dia 6 de agosto de 2021,
às 20h (Brasília, Buenos Aires) e às 18h (Cidade do México, Bogotá)

Duração do curso: 8 encontros quinzenais.
 

CR-4.2 MUSEUS QUE LIBERTAM. ECOMUSEUS E MUSEUS COMUNITÁRIOS COMO ATORES DA LIBERTAÇÃO DAS SUAS COMUNIDADES.

PROPOSTA

Este curso consiste em uma análise do processo de construção e gestão da memória por uma comunidade, percurso de relevo que se desenrola a partir da criação e do estabelecimento de um Ecomuseu comunitário. Integra o seu escopo a necessidade de compreender a relação entre memória e lugar, os desdobramentos que se constroem a partir das narrativas e das memórias individuais e coletivas acerca do território, ensejando uma reflexão entre memória, identidade e pertencimento. Confere centralidade a uma nova museologia que está de acordo com a realidade e as necessidades das populações envolvidas em processos museológicos, valorizando os saberes e fazeres tradicionais, bem como viabilizando a apropriação coletiva e o empoderamento das comunidades. Contempla, ainda, as iniciativas endógenas à comunidade como elementos impulsionadores de uma potência criativa que desencadeia a vontade de saber sobre a história local por parte de um número considerável de pessoas.

 

O curso propõe uma reflexão acerca do despertar do desejo de preservar, o qual reinventa o museu e o (re)apresenta de forma que as comunidades não permitam que seus patrimônios lhes sejam usurpados e levados para longe de seu contexto. Apoia-se na interdisciplinaridade como princípio mediador, à medida que se vale da aproximação entre História e Memória para investigar como a comunidade pode ser responsável pelo inventariamento dos patrimônios existentes em seu território, o que permite tomar a memória como potência e resistência, capaz de dar vida a um museu que liberta e que se constrói coletivamente, a partir da comunidade e para a comunidade.

Calendário de encontros

- Encontro 1 (06/08/21): Apresentação (Entre as/os participantes) e apresentação do curso: Museus como agentes do desenvolvimento local e espaços democratizadores.

- Encontro 2 (20/08/21): O Papel social dos museus: Museologia social – Nova museologia – sociomuseologia.

- Encontro 3 (03/09/21): Museus de resistência: Ecomuseus, museus comunitários, iniciativas de memória.

- Encontro 4 (17/09/21): Ecomuseus e museus comunitários em uma perspectiva sociológica.

- Encontro 5 (01/10/21): Processo de integração e reconhecimento: Ação museológica consciente da comunidade.

- Encontro 6 (15/10/21): Museologia da libertação.

- Encontro 7 (29/10/21): Ecomuseus e museus comunitários: Agindo, pensando e transformando – museus em ação. 

- Encontro 8: Encerramento (12/10/21)

Materiais de referência

Todos os arquivos estarão disponíveis no drive criado para o curso. Vale ressaltar que durante os encontros as/os participantes serão estimuladxs a sugerir vídeos e materiais para compartilhar com as/os demais nos próximos encontros. Informo, aqui, a bibliografia que será utilizada como referência.

BOSI, Ecléa. MEMÓRIA E SOCIEDADE: Lembranças de velhos

CANCLINI, Néstor García. Culturas híbridas: estratégias para entrar e sair da modernidade.

CHAGAS, Mario .  MEMÓRIA E PODER: dois movimentos.

FREIRE, Paulo. Ação cultural para a liberdade.

___________. Pedagogia da indignação.

___________. Política e educação.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva.

HUYSSEN, Andreas. Seduzidos pela memória.

LERSCH, Morales Tereza, OCAMPO, Camarena Cuauhtémoc. “ O conceito de museu comunitário : história vivida ou memória para transformar a história?”

MOUTINHO, Mário. Sobre o conceito de Museologia Social.

PIERRE, Nora. Entre história e memória: a problemática dos lugares.

PRIMO, Judite. O social como objeto da museologia.

___________. Museus, hibridação cultural e novas territorialidades

PRIOSTI, Miranda Odalice. Memória, comunidade e hibridação: Museologia da Libertação e estratégias de resistência.

___________________, VARINE, Hugues. O Novo museu das gentes Brasileiras: Criação, reconhecimento e sustentabilidade dos processos museológicos comunitários.

POLLAK, M. Memória, Esquecimento e Silêncio.

SOTO, Moana. Para um museu do povo: A pedagogia Freinet aplicada em museus.

___________.Dos gabinetes de curiosidade aos museus comunitários: A construção de uma conceção museal à serviço da transformação social.

VARINE, Hugues de. Raízes do Futuro.

_______________. O museu comunitário é herético?

_______________. Ecomuseu ou museu comunitário? 25 anos de pesquisa aplicada em museologia e desenvolvimento.

WILD, Bianca.  O ecomuseu de Sepetiba: Construção e gestão da memória local. O despertar da comunidade?

SANTOS, Milton. Por uma outra globalização.

_________________. O Espaço do Cidadão.

TUAN, Yi-Fu. Espaço e Lugar: a perspectiva da experiência.

Bianca
Wild

Pesquisadora, socióloga, professora da rede pública estadual do Rio de janeiro. O magistério é minha paixão e a museologia comunitária uma missão. Fundadora do Ecomuseu de Sepetiba, criadora de conteúdo de páginas do Facebook e perfis do Instagram. Especialista em gênero e sexualidade, mestre em humanidades, culturas e artes.